Home

Programa de Assistência Estudantil

AddThis Social Bookmark Button

Programa de Assistência Estudantil

O Centro Educacional de Realengo apresenta seu Plano de Atendimento, consubstanciado pelo Programa de Assistência Estudantil ? PAE-CER ? em atendimento a Lei No 12.101/2009 e Decreto No 7.237/2010 da Presidência da República e como requisito ao pleito da renovação de seu certificado de entidade beneficente de assistência social, como também para tornar efetivo o processo de oferta e acompanhamento de bolsas de estudo assistenciais aos alunos da Universidade Castelo Branco, Colégio Castelo Branco e Colégio de Aplicação Paulo Gissoni.

Cenário Atual do Centro Educacional de Realengo

O Centro Educacional de Realengo - CER, certificado como Entidade Beneficente de Assistência Social e, mantenedor da Universidade Castelo Branco ? UCB, do Colégio de Aplicação Paulo Gissoni ?CAP e do Colégio Castelo Branco? CCB, desenvolve ações sócio-assistenciais e educacionais voltadas a comunidade interna e externa, assim como oferta bolsas de estudo a estudantes de baixa condição socioeconômica com dificuldades em permanecer inserido no processo educacional visando contribuir de forma efetiva ao processo de garantia de direitos e inclusão social. Em 2005, aderiu ao Programa Universidade para Todos ? PROUNI ? através de sua mantida Universidade Castelo Branco. Desta forma, atende tanto a Lei no 12.101 (11/09) que atualiza e altera o processo de certificação federal de Filantropia e a Lei no 9394 (12/96) Diretrizes e Bases da Educação e as diretrizes dispostas no Plano Nacional de Educação ? PNE. A partir da publicação do Plano Nacional de Extensão Universitária (1998), a Extensão Universitária assume o caráter de atividade acadêmica indispensável à produção do conhecimento e à intervenção na realidade.

Programa de Assistência Estudantil PAE - 2010 a 2012

Visando conferir maior amplitude e efetividade ao processo de Assistência Estudantil, bem como implementar bases técnicas para o processo Seletivo de Bolsas e de Acompanhamento aos Discentes por meio de ações sócio-assistenciais, educacionais e culturais, o CER, através de suas mantidas, UCB, CCB e CAP, institui o Programa de Assistência Estudantil objetivando ampliar as perspectivas de inclusão social, formação ampliada, produção de conhecimento e melhoria do desempenho acadêmico e da qualidade de vida. O PAE visa apoiar e promover o desenvolvimento acadêmico discente em consonância com os preceitos expressos no marco jurídico legal que referência a educação no país.

Público Alvo

Discentes dos diferentes Cursos, Campi e níveis da UCB, do CCB e do CAP, ou seja, alunos pertencentes a todas as etapas e modalidades da educação básica ou superior das entidades mantidas pelo CER, que atendam ao perfil a seguir determinado.

Objetivo Geral

Garantir o direito ao acesso e permanência no sistema educacional por meio de Bolsas de Estudo, e aprimorar processos de acompanhamento que incidam nas demandas sociais e educacionais dos discentes visando melhoria do desempenho acadêmico e formação ampliada na perspectiva de inclusão social e qualidade de vida.

Politica de Concessão de Bolsas de Assistência Estudantil

A politica de concessão de Bolsas de Estudo parciais ou integrais deverá apresentar critérios estabelecidos e publicizados de forma a garantir transparência e amplo conhecimento da comunidade acadêmica, atendendo a critérios explicitados em documentos e Editais que normatizem seu processo de seleção e acompanhamento e respeitando o principio da universalização e as regras adotadas pela Lei 12.101, de 27 de novembro de 2009 c/c o decreto 7.237, de 20 de julho de 2010. Deverão ser realizados por equipe composta por profissionais das áreas diversas do conhecimento que se responsabilizará pelas avaliações de cunho social e econômico sob forma de estudo social e socioeconômico, tanto no processo seletivo como no acompanhamento dos discentes, e também pela elaboração e atualização do perfil socioeconômico e cultural que dimensionem os parâmetros na definição de programas e projetos a serem desenvolvidos.

Bolsas de Assistência Estudantil

Perfil

  • Ser estudante matriculado em uma das entidades mantidas do CER;
  • Ser candidato pré selecionado PROUNI;
  • Não estar vinculado a Programas de Bolsa (monitoria, iniciação científica, empresas, atleta, etc), devendo, se positivo, abdicar;
  • Apresentar desempenho acadêmico satisfatório de acordo com as normas previamente estabelecidas em edital, no caso de aluno regularmente matriculado;
  • Apresentar desempenho acadêmico satisfatório no ENEM, se aluno ingressante;
  • Apresentar renda familiar per capta que não exceda 1 1/2 (um e meio) salários mínimos para a concessão de bolsa integral ou de até 3 salários mínimos para bolsa parcial.

Critérios

Seleção:

  • Preencher formulário de estudo socioeconômico;
  • Apresentar renda familiar per capta que não exceda 1 1/2 (um e meio) salários mínimos para bolsa integral e até 3 salários mínimos para bolsa parcial.
  • Apresentar todos os documentos comprobatórios exigidos em edital;
  • Cumprir os prazos e normas previstas em edital;
  • Ter sido aprovado em pelo menos 75% das disciplinas do período anterior, no caso de alunos regularmente matriculados na educação superior;
  • Ter sido aprovado na série anterior, no caso de alunos regularmente matriculados na educação básica;
  • Realizar sorteio para definição dos bolsistas no caso da demanda superar o montante de bolsas ofertadas.

Bolsas:

  • Disponibilizar quantitativo de bolsas correspondente a, no mínimo, 20% da receita anual efetivamente auferida;

Estudo Socioeconômico

  • Renda Familiar: somatório de todos os rendimentos das pessoas físicas que compõem o núcleo familiar;
  • Classe econômica: mede o poder de compra do indivíduo ? utilização do Critério Brasil;
  • Profissão /ocupação do estudante;
  • Nível de escolaridade do responsável econômico do grupo familiar;
  • Grupo Familiar: número de membros declarados no formulário socioeconômico e comprovados mediante documentação;
  • Dados demográficos: sexo, idade, estado civil, dentre outros;
  • Local de moradia do estudante e da família;
  • Rendimento acadêmico.

Processo Seletivo

PROCESSO SELETIVO 2017.1

PROCESSO SELETIVO 2016.2

PROCESSO SELETIVO 2016.1

PROCESSO SELETIVO 2015.2

 

PROCESSO SELETIVO 2015.1

Salientamos que as vagas estão destinadas aos cursos selecionados. Os candidatos aprovados abaixo devem comparecer a partir do dia 03/03/2015, no setor de matrícula, munidos dos documentos exigidos. Expirado o prazo para realização das matrículas do semestre vigente, a aprovação da bolsa será cancelada automaticamente, não sendo prorrogado para semestres futuros

Processo Seletivo

Clique aqui para ver o resultado do Vestibular Social 2016/2.
Clique aqui para ver os editais.
Clique aqui para se inscrever.